RSS

Deixei de acreditar

18 Dec

 

As pequenas pétalas da flor que me havias dado,

Murcharam! Não lhes soubeste dar alimento.

Deixaste de as regar com a tua alegria e sensatez.

Contaminaste um lindo canteiro com belas flores.

Deixaste que as gotas do Oceano em que vivias tornarem-se

Em grandes ondas de tormentos entre nós os dois.

Ficaste a perder um belo dia de sol,

Uma sombra, que te protegeria daquela criação.

Foste um pequeno botão de rosa que não mais vou ver crescer!

Foste um amigo que o tempo levou dos meus braços,

Uma grande alegria que me arrancaram do peito!

As pequenas pétalas da flor que me havias dado,

Murcharam! Não lhes soubeste dar alimento.

Advertisements
 
Leave a comment

Posted by on December 18, 2012 in Metade de Mim

 

Tags: ,

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: