RSS

Desassossego…

01 Jan

 

Desassossego…
Infame inseto que corrói a quietude das minhas vozes, alarmantes.
Pouca voz das minhas gritantes surdas dores, escondidas.
Desassossego. Perdão vão do vazio do tempo
Quando tempo era o que mais tinha.
Desassossego. Migrantes sentimentos que escapam as visões do dia
e percorrem as horas do futuro, de hoje, parturiente magnânima.
Desassossego. Membros de mim que agarram os instantes das oportunidades,
que se ferram ao ferro com as garras da teimosia
e se arrebatam no calor da impertinência dos tempos.
Desassossego. Passos que dou. Devagar. Caminho percorrido na adrenalina
serena do que o amanhã, o de hoje, o do novo hoje, me traz.
Desassossego. Pedaços da vontade de criar o que a mente mente, a diário.
Desassossego. O nascer gritante da mudança do velho ontem.
Desassossego…

Advertisements
 
Leave a comment

Posted by on January 1, 2013 in Em cima da Hora

 

Tags: , ,

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: