RSS

Doce desespero

15 Jan

 

Sair!

Todos queremos um escape,

Todos precisamos de um motivo!

Ninguém tem a força para ir!

Ninguém resiste à sua doçura!

 

 

A dor é consumidora,

O pesar, pior se manifesta!

Oh! Oh, que dor que não me deixa!

 

 

Quero sair, quero ir embora!

Para onde? Para quê? Porquê?

A dor é comum, mas é só minha,

A dor é minha e ninguém a vê!

 

 

É um doce querer, o de sofrer.

É uma dor que se sofre sem saber!

É querer e não querer perceber

Que dói!

É sofrer por saber que é escusado!

A dor fica e não se vai embora!

O desespero continua, sem perceber.

A dor junta-se ao doce…

doce desespero!

 

(00/05/08 – ‘cantinho’)

 

Foi no balançar da minhas palavras que encontrei a vontade de ouvir essa música. Faz parte de um dos meus filmes favoritos. Marcou uma altura.

O fazer de um instumento acarreta arte, prazer, dor e desespero. Acarreta sentimentos que não sabemos em que medida os temos. Nunca construí um mas sinto no vibrar das cordas a angústia e a fremência do sangue dorido.

 

Advertisements
 
Leave a comment

Posted by on January 15, 2013 in Perdidos

 

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: