RSS

O som

18 Oct

 

O caminho da vida mistura-se.

 

Confunde-se com o meu pensar,

esquivo da realidade.

 

O sonhado presente dói entender;

entendimento meio solto,

metade preso em si,

se tanto, solto de todos vós.

 

O som da verdade é obscuro no sentir.

O tom é simples e direto

feito botão que se acende e se apaga

ou risco desenhado na folha escolhida.

A cor, é nossa. O risco é nosso.

 

Nada se torna realidade

para além do que eu sei sentir

precisamente no instante que espero,

espectante visionário do tempo,

o correr dos teus braços envolto na tristeza,

minha.

 

Todo o espaço visto, entranha-se,

perfura o vasto e denso senso,

descobre um rasto de pequenos sons

feito teus dedinhos embrulhados nos meus

segurando a minha vida

construíndo por mim, para ti,

músicas que apenas desenha o coração,

teu.

 

O hoje que vejo, nada me reflete.

 

 

Advertisements
 
Leave a comment

Posted by on October 18, 2013 in Conserto de Alma

 

Tags: , , ,

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: