RSS

Se ao menos eu

02 Nov

Se ao menos eu pudesse

via e ia com os dedeinhos arreitados

buscando a sombra do silêncio

imaginando o quebrar dos espaços

a cada passo que desse,

em todos os movimentos que fizesse.

Se ao menos eu conseguisse

pôr a minha boca a calar os desejos

tendo no meu coração o pacífico ser,

iria viver o possível, no socorrer da viagem,

as instâncias dos instantes queridos.

Se ao menos eu soubesse

o querer de querer

sentiria em mim, por mim,

percorrendo o sombreado dos meus vasos

aquilo que outrora soube ver

num outro tempo consegui viver.

 

Advertisements
 
Leave a comment

Posted by on November 2, 2013 in Em cima da Hora

 

Tags: , , , ,

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: