RSS

mundo sem lugar

13 Nov
Pintura por Carlos Farinha

Pintura de Carlos Farinha, Revelation

 

estou num mundo sem lugar
de onde o tudo que nasce
sem fio se tornou forte luz
feito vácuo num chão semelhante a terra.

estou num mundo sem terra
onde o cheiro a vida
abaixa o olhar, cerra a visão
horroriza o sentir do ar.

estou num mundo sem fronteira
onde as lutas espalham-se pelas veias dos homens
sem que os códigos sejam esquecidos,
cobertos nem tão pouco deturpados
onde a esperança encosta-se às paredes
no sonhar em fazer-se à vida.

estou num mundo sem água
por onde galreiam vozes frias
vivenciando crimes de nos calar
sendo criminosa por não falar.

estou num mundo sem parte alguma
nem com nomes nem sem nomes
abraçando o ridículo futuro
chorando o nostálgico passado.

estou num mundo que não é o meu
onde o animal é o homem do lado
o homem que por mim nada vale
amordaçado pela comida falsa
comodismo do receber sem ser
instante galgar da pouca força pela bactéria
de sermos nós.

 

 

Advertisements
 
Leave a comment

Posted by on November 13, 2014 in Conserto de Alma, Em cima da Hora

 

Tags: , , , ,

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: